A pedido da Prefeita
WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pousada cravo canela apaixona camamu

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

:: ‘A pedido da Prefeita’

A pedido da Prefeita, Eduardo Salles solicita análise da água do mar na Península de Maraú

O Deputado Eduardo Salles solicitou a pedido da prefeita Gracinha, que o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), faça os estudos necessários para comprovar que as praias da Península de Maraú, estão limpas e aptas para banho. De acordo com Salles o pedido foi feito em audiência com a presidente do INEMA, Márcia Telles, para com o estudo, a população fique ciente das condições das das praias e, caso não existam problemas, tranquilizar os moradores e não prejudicar o turismo, fundamental à economia baiana.

As ações do Inema têm se concentrado em solicitar materiais adequados, averiguar áreas afetadas e colher material para análise. 

“Estamos até fazendo coleta disso até para desmistificar. O mar se renova diariamente. A maré que entra não é a mesma que sai. Muitos alardes não têm respaldo científico”, comenta Eduardo Topázio, diretor de Águas do Inema.

 

Óleo chega na Baía de Todos-os-Santos, em Vera Cruz, na Ilha de Itaparica

Do Bahia Notícias

As manchas de óleo que atingem o Nordeste chegaram à Baía de Todos-os-Santos. Pelotas do petróleo bruto foram vistas na manhã desta quinta-feira (17) na praia do Jaburu, em Vera Cruz, na Ilha de Itaparica. A informação, confirmada pela Superintendência de Defesa Civil da Bahia (Sudec), aponta que até agora apenas a faixa de areia desta praia foi atingida.

De acordo com o superintendente da Sudec, Paulo Sergio Menezes Luz, o responsável pela Defesa Civil de Vera Cruz, Marcelo Faraó, já foi contatado e equipes foram designadas para a limpeza da faixa de areia. “Ele está fazendo a limpeza e retitraram um volume que, até o momento, é de três metros cúbicos de material”, explicou. 

As operações de recolhimento das manchas de óleo estão se concentrando nas praias, segundo o superintendente, órgãos como a Marinha do Brasil e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), estudam uma maneira eficaz de conter o material ainda na água. 

Paulo Sergio Luz revelou ainda que há o risco das manchas chegarem até os dois rios que desembocam na Baía, o Paraguaçu e o Subaé, mas que o órgão segue trabalhando para encontrar uma estratégia de contenção. “Ainda não chegou, vamos ver se até lá descobrimos um jeito de conter ela [a mancha]”, concluiu.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia