BARRA GRANDE 24 HORAS
WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pousada cravo canela apaixona camamu




outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


pousada cravo canela apaixona camamu seguranca wf top quadri

Dona procura cadela desaparecida em Barra Grande

Uma internauta entrou em contato com o Portal Barra Grande 24 Horas para divulgar o desaparecimento de uma cadela de estimação. A ‘Pepa’ teria sumido há mais de uma semana nas proximidades do Posto de Saúde de Barra Grande. Quem encontrou pode entrar em contato pelo telefone What’sApp (73) 9810-6339

Apoio Bolsonaro, diz ACM Neto sobre segundo turno à Presidência

Por: Bocão News

O presidente nacional do Democratas, prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), declarou seu apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), na tarde desta quarta-feira (10), durante coletiva de imprensa, após participar de reunião em Brasília com a cúpula do partido.

“Demos liberdade em nome do partido pra que cada militante possa expressar sua opinião. No primeiro turno, podemos seguir a pureza das nossas ideologias. No segundo turno, não. Pelos candidatos não serem quem você apoiou, dada a circunstância desse segundo turno, eu irei votar em Jair Bolsonaro”, assegurou o prefeito.

Ao lado do ex-prefeito de Feira de Santana, derrotado no pleito ao governo do Estado, Zé Ronaldo, o presidente do DEM justificou seu posicionamento ao declarar que “as ruas se manifestaram contra o PT”, e culpando a sigla adversária pela economia do país. Neto afirmou que, “uma vez eleito presidente da República, Bolsonoro vai trabalhar para unificar o país. “Espero que ele tenha esse compromisso, essa visão depois de eleito, para deixar pra trás as divergências de uma disputa eleitoral”, completou.

Neto ainda ponderou o apoio, mas reforçou seu voto. “Existem diferenças ideológicas e de pensamento, [mas] o candidato Jair Bolsonaro merece meu voto e apoio”.

Vale ressaltar que o prefeito fez duras críticas ao candidato Bolsonaro no primeiro turno das eleições, quando tinha como candidato à Presidência pelo PSDB Geraldo Alckmin.  

Roger Waters exibe #EleNão no telão e é vaiado e xingado em São Paulo

Por: Bahia Notícias

Roger Waters, ex-líder do Pink Floyd, foi vaiado e xingado pela maioria do público no Allianz Parque, nesta terça (9), em São Paulo. Tudo aconteceu por volta das 23h30, quando, no telão, apareceu no telão #EleNão. Antes disso, o telão já havia exibido diversas palavras de ordem contra fascismo e governo autoritário.

Em certo momento, o Brasil foi colocado como um dos países sob ameaça de fascismo – foi o primeiro momento da vaia. Ao terminar a canção, Waters começou a ser xingado de “lixo” e “filho da puta” e ouviu “vai tomar no c*”.

No palco, visivelmente constrangido, ficou 5 minutos sem saber o que fazer. O ex-líder do Pink Floyd engatou, então, um discurso dizendo que não é possível um político que apoia um regime militar. As vaias e xingamentos redobraram. Um vídeo registrou o momento das vaias.

Parecendo recuar, Roger Waters chegou a dizer que não sabe exatamente o que acontece no país. Ele começou a apresentar a banda e engatou uma nova canção: “Mother”, um libelo antiguerra. Entretanto nos primeiros segundos, #Elenão apareceu no telão. Os xingamentos triplicaram. Mas a música se sobrepôs à gritaria.

Logo após o show, fãs comentavam: “Estava tão bom até ele falar de política”. “Babaca”, respondia o outro. Mas o cantor também recebeu apoio. Em um outro vídeo compartilhado nas redes sociais, é possível ouvir um grupo gritando “Ele Não”.

O lado político, com discursos e atuações, tem dado o tom da carreira de Roger Waters nas últimas décadas.

Maraú: Kombi pega fogo na estrada de Barra Grande a Taipu de Fora; vídeo

Kombi pega fogo na estrada de Barra Grande | Foto: What’sApp

Um carro pegou fogo no fim da manhã desta quarta-feira (10) na estrada que liga Taipu de Fora a Barra Grande. A principal suspeita é que uma pane elétrica tenha causado o incêndio. O carro foi totalmente consumido pelas chamas, mas ninguém ficou ferido.

Raimundinho da JR foi o candidato a deputado estadual que gastou R$ 700 mil em campanha e não foi eleito

Não faltou material de propaganda e cabos eleitorais na campanha de Raimundinho da JR (Foto: Reprodução)

Por: Correio da Bahia

“Seu Raimundinho, quantos caminhões o senhor tem atualmente?”, perguntamos ao empresário Raimundinho da JR, que foi candidato a deputado estadual pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). “Rapaz, já perdi as contas. Preciso contar. Mas, posso dizer que são muitos”, disse, com a serenidade de quem, de fato, tem muitos caminhões.

Talvez por isso, Raimundo Ramos de Andrade, 57 anos, tenha acordado nessa segunda-feira (8) pós-eleições com a alma em paz, mesmo tendo perdido o pleito e tendo sido o candidato na Bahia (entre todos os cargos) que mais investiu com recursos próprios na campanha. No total, foram R$ 707 mil. Dos quais, R$ 20 mil doados por terceiros (no caso, um cidadão chamado Milton Barbosa da Silva). O restante, R$ 687 mil (mais de 97%), Raimundinho doou para si próprio.

Como somou 37.047, podemos dizer que o custo por voto saiu por R$ 18. Nem chegou a doer no bolso. “Estou tranquilo. De cabeça erguida. Não vou parar, vou continuar tentando”, disse o empresário, que garante ter um grande projeto político. “Meu projeto para a vida pública é diferenciado”. Segundo defende, no seu caso, a política não é feita para enriquecer.

Raimundinho não foi só o que mais investiu do próprio bolso na campanha. Ele foi, na verdade, o candidato mais rico na Bahia, incluindo os postulantes a governador. Aliás, o empresário tem um patrimônio maior do que todos os 14 candidatos ao governo e vice, juntos. O valor dos bens declarados à Justiça Eleitoral soma pouco mais de R$ 20 milhões. Os bens dos candidatos ao Palácio de Ondina e seus vices somados chegam a R$ 9,5 milhões – ou seja, menos da metade do patrimônio de Raimundinho.

É a maior prova de que o candidato que mais investe na campanha nem sempre tem o melhor resultado. Só para se ter uma ideia, o deputado estadual mais votado na Bahia, João Isidorio, com 110.540 votos, gastou R$ 121 mil (entre doações de partidos, doações de pessoa física e recursos próprios). Cada voto de Isidorio custou, em média, R$ 1. O que faltou então para Raimundinho da JR ser eleito?

Trajetória
Na adolescência, Raimundinho da JR vendia vísceras bovinas na feira da cidade de Aurelino Leal, onde nasceu, no Sul do estado. “Trabalhava duro para levar um troco pra casa”. Depois, seguiu os passos do pai, que era caminhoneiro. “Eu era doido para dirigir caminhão”. Começou dirigindo um caminhão. Em alguns anos, dirigia a JR, uma transportadora de cargas, principalmente de produtos químicos.

Ex-ministro de Temer e um dos caciques da política baiana, Antônio Imbassahy não consegue se reeleger e perderá o foro privilegiado 

Por: Revista Veja

Quatro deputados federais na Bahia aliados ao presidente Michel Temer (MDB)sofreram com o desgaste do governo e não conseguiram se reeleger nas eleições deste ano. No estado, a onda petista se manteve e assegurou a vitória em primeiro turno para o governador reeleito Rui Costa (PT), além de 60,28% dos votos para o presidenciável Fernando Haddad (PT).

No decorrer da campanha, os governistas pediram que o eleitorado não votasse nos aliados de Temer, que aprovaram o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), a reforma trabalhista e a PEC do teto de gastos.

Ex-ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy foi apenas o segundo mais votado de seu partido, o PSDB, com 66.320 — ele perdeu quase 60.000 votos em comparação com o pleito anterior. O tucano foi um dos principais aliados de Temer e deixou o posto após pressão do centrão, que estava descontente com atuação do baiano no cargo.

O vice-líder do governo, Benito Gama (PTB), também não conquistou a recondução. Ele teve 29.964 votos, cerca 40.000 a menos do que em 2014. Relator do projeto de privatização da Eletrobras, José Carlos Aleluia (DEM) foi apenas o oitavo mais votado da coligação formada pelo DEM, PRB e PV na Bahia. Na aliança, o relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (DEM), conseguiu se salvar e se reelegeu.

Em Maraú, o Deputado era apoiado pelo grupo da oposição que conseguiu apenas 310 votos para o parlamentar.

Haddad é o presidenciável mais votado em Maraú com mais de 6 mil votos; Bolsonaro em 2º com 1.167

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, foi o mais votado em Maraú. Ele recebeu  6.002 votos na cidade – ou 74,61% dos mais de 12 mil eleitores no município. Se dependesse apenas da cidade, ele seria eleito no primeiro turno. Com sobras. O segundo colocado foi Jair Bolsonaro (PSL), com 1.167 votos (14,51%). Ciro Gomes foi o terceiro, com 335 votos (4,16%). Em Barra Grande, Haddad teve mais de 450 votos contra 243 votos para Bolsonaro.

 

Prefeita Gracinha derrota pela quarta vez consecutiva a oposição de Maraú

 

Eduardo Salles, Gracinha, Rui Costa e Carletto.

Pela quarta vez consecutiva a prefeita de Maraú, Gracinha Viana (PP), consegui derrotar a oposição de Maraú, que é liderada pela ex-candidata a prefeita, Vera Sarmento (PSB). Gracinha conseguiu dar uma votação expressiva a todos os seus candidatos. O deputado estadual Eduardo Salles (PP), foi o mais votado do município e obteve 3.353 votos, enquanto o candidato apoiado pela oposição, Sandro Regis (DEM), obteve apenas 639 votos. O deputado federal apoiado pela prefeita, Ronaldo Carletto (PP), obteve 2.878 votos, enquanto o deputado federal apoiado pela oposição, Antônio Imbassahy (PSDB), obteve apenas 310 votos, e não conseguiu se reeleger. Eduardo Salles foi reeleito com 89.123 votos e Ronaldo Carletto com 118.097 votos.

Também apoiado pela prefeita de Maraú, o governador Rui Costa (PT), obteve 6.340 votos, enquanto os candidatos ao senado, Jaques Wagner (PT), obteve 5.348 votos e Angelo Coronel (PSD), obteve 5.059 votos. Já o candidato a Presidente da República, Haddad (PT),também apoiado por Gracinha obteve 6.002 votos. Gracinha conseguiu derrotar a oposição em 2012, quando foi eleita prefeita pela primeira vez no município, em 2014, quando conseguiu dar uma expressiva votação aos seus deputados, em 2016, quando conseguiu se reeleger prefeita e agora em 2018, dando mais uma vez uma expressiva votação aos seus candidatos. (Redação: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

Ângelo Coronel e Jaques Wagner são os senadores mais votados de Maraú

 

Jaques Wagner e Ângelo Coronel são eleitos senadores pela Bahia

O candidato Jaques Wagner do PT foi o mais votado para o senado federal no município de Maraú. Ele alcançou o total de 5.348 votos, atingindo 39,66% do total. Ângelo Coronel, do PSD, foi o segundo mais votado e obteve 5.059 votos, atingindo o total de 37,52%.

O terceiro mais votado no município foi Irmão Lázaro, do PSC, com 1.807 votos, alcançando 13,40% do total. Já o quarto mais votado foi Jutahy Magalhães Júnior, do PSDB, com 680 votos, um total de 5,04%. E o comandante Rangel do PSL com 300 votos.

Neste ano, o eleitor escolheu dois candidatos ao Senado. O mandato dos senadores é de oito anos, mas as eleições para o cargo ocorrem de quatro em quatro anos. A cada eleição, a Casa renova, alternadamente, um terço e dois terços de suas 81 cadeiras. Neste ano, 54 vagas estavam em disputa no país, duas delas na Bahia.

Com 2.878 votos, Ronaldo Carletto é de novo o deputado federal mais votado de Maraú com 390 votos a mais do que em 2014

 

Mais uma vez o grupo político da Prefeita Gracinha Viana mostra força na eleição de deputado e consegue dar a maior votação aos deputados estadual e federal. Desta vez, Ronaldo Carletto é de novo o deputado federal mais votado de Maraú com 2.878 votos, sendo 390 votos a mais do que na eleição de 2014, quando o deputado obteve 2.488 votos.

Carletto que é um deputado que há anos tem serviços prestados em Maraú, viu sua votação crescer e chegar perto da casa dos três mil votos. O deputado que destinou mais de 1 milhão de reais em emendas parlamentares para o município recebeu a prova do reconhecimento da maioria da população local que reconhece os grandes investimentos realizados com o apoio e a luta da Prefeita Gracinha junto ao deputado.

Já Eduardo Salles, cresceu também seu número de eleitores em Maraú e viu sua votação chegar na casa dos 3.300 votos, figurando entre os 5 mais votados da Bahia.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia