WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
premio destaques itacare feito bahia pousada cravo canela

:: ‘Destaque1’

Prefeitura de Uruçuca confirma primeiro caso de coronavírus na cidade

O Laboratório Central da Bahia – Lacen, confirmou neste sábado, 4, o primeiro paciente com a Covid-19, doença causada pelo Coronavírus, em Uruçuca. O paciente, sentiu os primeiros sintomas no dia 24 e permaneceu em isolamento domiciliar desde esta data. A vigilância epidemiológica do Município já adotou todos os protocolos necessários para a situação e mais detalhes serão passados posteriormente.

O Prefeito Moacyr Leite Júnior reforça a recomendação para que todos continuem a adotar as medidas de precaução e monitorando possíveis sintomas da doença. O Prefeito destaca, ainda que, por meio do comitê de crise, vem monitorando a situação do município e tomando medidas mitigatórias para evitar o contágio desenfreado da doença. (Ipolítica)

COVID-19: Prefeitura mantém por tempo indeterminado a interdição das praias da Península de Maraú 

A prefeita Gracinha Viana informou na última quarta-feira (01) que renovou o decreto que mantém por tempo indeterminado as praias da península de Maraú. A medida restritiva ocorre por causa da pandemia do coronavírus. Agentes municipais com apoio da polícia militar poderão evacuar os locais, caso algum usuário das praias desobedeça.

A medida mantém o fechamento de casas de shows, academias, salão de beleza, rede Hoteleira (hotéis, pousadas, casas de temporada e camping). Fica suspensa a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades: regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans, inclusive de ônibus de turismo, barcos, moto aquáticas, escunas e qualquer outro transporte do gênero, no território do Município e Maraú, pelo prazo de 15 (quinze) dias.

Após denúncias, barco é interditado em Barra Grande por descumprir decreto da prefeitura

Agentes da prefeitura de Maraú com apoio das polícias civil e militar, a partir de denúncia anônima, fizeram uma abordagem a uma embarcação, na sexta-feira (03/04), que estava transportando pessoas de forma intermunicipal, descumprindo o decreto municipal de N° 1238, DE 03 DE ABRIL DE 2020 – que suspende, por mais 15 dias, o transporte fluvial, tendo como objetivo evitar a propagação do coronavírus (Covid-19) em Maraú.

A embarcação foi abordada por volta das 13:40h, de sexta-feira, no atracadouro de Barra Grande. O proprietário do barco, que também é o comandante da embarcação, foi conduzido a delegacia da polícia civil onde houve a lavratura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

A embarcação trazia 34 (trinta e quatro) passageiros. A embarcação foi notificada e interditada. Ainda esta semana, a prefeitura já havia interditado o posto da empresa de lancha rápida ‘Camamu Adventure’ que também descumpria o decreto municipal. Os estabelecimentos que não respeitarem o decreto da prefeitura de Maraú estão sujeitos a fechamento ou interdição temporária, através da cassação do alvará e a aplicação de multa.

 

Sesab passa a recomendar uso de máscaras por toda a população

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) passou a adotar a estratégia de defender o uso de máscaras por toda população baiana na guerra contra o coronavírus. Na avaliação do secretário Fábio Vilas-Boas, os equipamentos, antes usados somente por médicos, profissionais de saúde, pessoas contaminadas e acompanhantes de doentes, são úteis para todos os baianos. Ele elencou quais os benefícios do uso das máscaras pelos cidadãos:

Até o fim da tarde de ontem (1º), a Bahia registrou 246 casos confirmados do novo coronavírus, o que representa 3,8% do total de casos notificados. De acordo com a Sesab, até o momento, 1763 casos foram descartados e houve dois óbitos, ambos de pessoas residentes em Salvador que apresentavam outras doenças associadas. Outras dez mortes estão em investigação.

Prefeitura de Maraú flexibiliza abertura do comércio a partir da próxima segunda-feira, 6, mas sob regras severas

Centro de Barra Grande com comércios fechados após decreto municipal no dia 21 de março.

A flexibilização da abertura de parte do comércio, fechada pelo decreto 1229/2020, da Prefeitura de Maraú, não quer dizer que as pessoas abram mão do distanciamento social. Ou seja, não é uma autorização para que todos saiam às ruas. A condição para essa flexibilização, porém, é que os estabelecimentos sigam rigorosamente as orientações da secretaria de saúde, o que será fiscalizado pela Vigilância Sanitária e demais agentes públicos.

Os estabelecimentos deverão obedecer as normas de utilização de EPI’s, bem como adotar as medidas de prevenção determinadas pelo Ministério da Saúde quanto a limpeza, higiene, prevenção, conscientização, informação e controle do Novo Coronavírus (COVID-19). O comércio que não estiver cumprindo a regras constantes no decreto, por ocasião da fiscalização, será orientado a fazê-lo e notificado. Em caso de reincidência, será fechado.

O decreto tem o objetivo de buscar o equilíbrio entre o combate ao coronavírus e a retomada gradual das atividades econômicas consideradas essenciais à sociedade marauense, garantindo aos empregados em empregadores segurança econômica e sanitária.

A medida mantém o fechamento de casas de shows, academias, salão de beleza, rede Hoteleira (hotéis, pousadas, casas de temporada e camping).Fica suspensa a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades: regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans, inclusive de ônibus de turismo, barcos, moto aquáticas, escunas e qualquer outro transporte do gênero, no território do Município e Maraú, pelo prazo de 15 (quinze) dias.

Os restaurantes, bares, lanchonetes e estabelecimentos congêneres, poderão retornar às suas atividades, desde que não haja consumação no local, podendo ainda fazer o atendimento por telefone ou internet, garantindo a entrega em domicílio (Delivery).Os bares de praias e demais barracas devem permanecer fechados.

 

Neymar doa R$ 5 milhões para ajudar na luta contra o coronavírus

O craque Neymar fez uma doação de cinco milhões de reais (cerca de um milhão de dólares) pela luta contra a COVID-19 no Brasil, conforme noticiado pela rede de televisão SBT. Contactada pela AFP, a assessoria do atacante do Paris Saint-Germain não quis comentar as informações. “Nós nunca falamos sobre assuntos de doações e valores”, declarou.

Segundo o SBT, parte do dinheiro doado por Neymar vai para o Unicef e outra para o fundo de solidariedade liderado pelo apresentador e amigo do jogador, Luciano Huck. Huck, que há alguns anos é mencionado como um possível candidato à presidência, garantiu recentemente nas redes sociais que conseguiu arrecadar 1,5 milhão de reais (cerca de US$ 300.000) com doações, que serão destinadas a comunidades carentes do Rio de Janeiro.

Depois que as competições de futebol na Europa foram interrompidas pela pandemia do novo coronavírus, Neymar viajou para o Brasil, onde está em sua residência em Mangaratiba (na costa sul do estado do Rio de Janeiro). O jogador divulgou um vídeo há alguns dias, no qual pedia “aplausos a todos os profissionais de saúde” no Brasil, agradecendo-lhes “por colocar suas vidas em risco” para cuidar de pacientes afetados pelo vírus que no Brasil já deixou mais de 300 mortos.

Prefeitura de Maraú decreta situação de emergência com mais medidas contra o coronavírus

A prefeita Gracinha Viana declarou situação de emergência em Maraú para enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O Decreto N° 1235, de 01 de Abril de 2020 – define uma série de medidas que reforçam as ações de contenção que vêm sendo adotadas nos últimos dias com o objetivo de conter a disseminação do vírus, de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia.

Publicado no Diário Oficial da cidade, o decreto autoriza a dispensa de licitação para aquisição de bens e serviços destinados ao enfrentamento da emergência. A cidade segue sem casos confirmados.

Entre as medidas previstas estão a suspensão de todos os eventos públicos e privados de qualquer natureza e a a prorrogação da interdição de todas as praias da península por tempo indeterminado. Agentes municipais com apoio da polícia militar poderão evacuar os locais, caso algum usuário das praias desobedeça.

A medida mantém o fechamento de casas de shows, academias, salão de beleza, rede Hoteleira (hotéis, pousadas, casas de temporada e camping). Fica suspensa a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades: regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans, inclusive de ônibus de turismo, barcos, moto aquáticas, escunas e qualquer outro transporte do gênero, no território do Município e Maraú, pelo prazo de 15 (quinze) dias.

Os estabelecimentos comerciais, incluído os prestadores de serviços poderão reabrir ou retornar ao serviço, a partir do dia 06 de abril de 2020, em seu horário comercial normal e deverão obedecer as normas de utilização de EPI’s, bem como adotar as medidas de prevenção determinadas pelo Ministério da Saúde quanto a limpeza,
higiene, prevenção, conscientização, informação e controle do Novo Coronavírus (COVID-19).

Os restaurantes, bares, lanchonetes e estabelecimentos congêneres, poderão retornar às suas atividades, desde que não haja consumação no local, podendo ainda fazer o atendimento por telefone ou internet, garantindo a entrega em domicílio (Delivery).

As obras privadas de construção civil poderão funcionar mediante obediência às diretrizes estabelecidas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, através de autorização do referido órgão público, após o regular cumprimento das exigências legais.

ASCOM – Prefeitura de Maraú

abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia