WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pousada cravo canela

:: ‘Barra Grande’

Ex-piloto de Stock Car Tuka Rocha morre vítima de acidente com aeronave em Barra Grande, diz Sesab

Ex-piloto da Stock Car, Tuka Rocha é um dos sobreviventes de um acidente aéreo

Morreu na manhã deste domingo (17), em Salvador, o ex-piloto de Stock Car Tuka Rocha, vítima da queda de um jato executivo em Maraú, no baixo sul da Bahia, na quinta-feira (14). A informação é da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Trata-se da terceira morte confirmada após o acidente. Outras sete pessoas continuam internadas.

Christiano Chiaradia Alcoba Rocha, 36 anos, conhecido como Tuka Rocha, morreu às 6h20, no Hospital Geral do Estado (HGE), na capital baiana, segundo a Sesab. Ele estava na unidade desde sexta-feira (15), quando havia sido transferido do Hospital Municipal de Salvador. Tuka teve 80% do corpo queimado.

Não há informações sobre o sepultamento dele.

Em 2011, o ex-piloto da Stock Car já tinha escapado de um grave acidente, quando o carro que ele pilotava em uma competição pegou fogo, no Rio de Janeiro. Ele conseguiu se jogar do veículo.

Vítimas

A queda do jato executivo aconteceu na pista de pouso de um resort de luxo que está desativado. Morreram Maysa Marques Mussi, de 27 anos, e a irmã dela, a jornalista Marcela Brandão Elias, de 37 anos.

Os outros ocupantes da aeronave ficaram feridos e estão internados em hospitais de Salvador. São eles:

  • Aires Napoleão, de 66 anos, que pilotava o jato
  • Fernando Oliveira Silva, de 26 anos,
  • Marcelo Constantino, de 28 anos, neto do Nenê Constantino, fundador da Gol
  • Marrie Cavelan, de 27 anos
  • Eduardo Mussi, irmão do deputado licenciado Guilherme Mussi
  • Eduardo Trajano Telles Elias, de 38 anos, que era casado com Marcela Brandão Elias
  • Eduardo, de 6 anos, filho de Eduardo e Marcela

Destroços do avião que caiu em Barra Grande foram retirados neste sábado

Os trabalhos de retirada dos destroços do avião bimotor Cessna 550 que caiu nesta quinta-feira (14) próximo da pista de pouso do resort Kiaroa Eco-Luxury Resort, na praia de Barra Grande, distrito de Maraú, na região sul da Bahia começaram na manhã deste sábado.

O material foi levado para um hangar que é de propriedade da família do deputado federal Guilherme Mussi. A queda do avião deixou uma vítima fatal confirmada: Marcela Elias, figura muito conhecida na alta sociedade paulistana. Marcela era casada com Eduardo Elias, filho de Jorge Elias, um dos maiores decoradores do Brasil, e Lucila. Marcela, que era jornalista e atuou por muitos anos como relações públicas, morreu carbonizada.

 

O bimotor pertence ao banqueiro José João Abdalla Filho, conhecido como Juca Abdalla, dono do Banco Clássico e um dos homens mais ricos do Brasil.

Aeronáutica começa investigação sobre queda de avião em Barra Grande; uma pessoa morreu e 9 ficaram feridas

Investigadores do Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II), da Aeronáutica, chegaram nesta sexta-feira (15) a Barra Grande, distrito que pertence a Maraú, no baixo sul baiano, para investigar a queda de um avião no local.

O acidente aconteceu na quinta-feira (14) em uma pista de pouso de um resort de luxo da região que está desativado. Uma mulher morreu carbonizada e nove pessoas ficaram feridas. Todas as vítimas feridas, entre elas uma criança de 6 anos, estão internadas em Salvador.

A Seripa II, que é um órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), faz uma coleta de dados, a partir da análise de partes da aeronave, fotografias da cena, reunião de relatos de testemunhas e documentos.

De acordo com a Aeronáutica, a investigação realizada pelo CENIPA vai apontar as causas do acidente e tem, também, o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características aconteçam. Não há data para conclusão da investigação.

 

Marcela Brandão Elias morreu após queda de avião em Barra Grande; feridos estão em hospitais de Salvador

Do Correio da Bahia

A mulher morta na queda de um avião de pequeno porte na praia de Barra Grande, distrito de Maraú, no Baixo Sul do estado, foi identificada como Marcela Brandão Elias. Segundo o portal Uol, ela tinha 37 anos, era jornalista e relações públicas e, de acordo com informações preliminares, estava no avião com a irmã Maysa, que é casada com Eduardo Mussi, irmão do deputado federal licenciado Guilherme Mussi (PP-SP).

Marcela Brandão Elias morreu após queda de jatinho em Barra Grande.

A mulher morta na queda de um avião de pequeno porte na praia de Barra Grande, distrito de Maraú, no Baixo Sul do estado, foi identificada como Marcela Brandão Elias. Segundo o portal Uol, ela tinha 37 anos, era jornalista e relações públicas e, de acordo com informações preliminares, estava no avião com a irmã Maysa, que é casada com Eduardo Mussi, irmão do deputado federal licenciado Guilherme Mussi (PP-SP).

Além dela, outras nove pessoas que estavam no bimotor Cessna Aircraft modelo 550, que caiu quando se preparava para pousar na pista do resort Kiaroa Eco-Luxury Resort, por volta de 14h desta quinta-feira (14), ficaram feridas e foram trazidas para hospitais de Salvador em aeronaves do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer).

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), cinco vítimas foram encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE), uma para o Hospital do Subúrbio e três para o Hospital Municipal de Salvador, em Cajazeiras. Do total de feridos, oito são adultos, sendo cinco homens e três mulheres, e uma criança do sexo masculino. Antes de virem para Salvador, os feridos foram encaminhados para o posto de saúde de Barra Grande, onde receberam os primeiros socorros.

Chamado
A assessoria da Polícia Militar informou que o Graer foi acionado por volta das 15h30 e chegou em Maraú 40 minutos após o chamado. Segundo a prefeitura de Maraú, o acidente ocorreu por volta das 14h.

A unidade utilizou o avião Grand Caravan com aparato médico a bordo, e dois helicópteros para a remoção imediata para as unidades hospitalares da capital.

Carbonizada
Logo após a queda, os passageiros conseguiram sair antes de o fogo tomar conta da aeronave. A única vítima fatal, Marcela Brandão Elias, ficou presa nos destroços do avião e o corpo ficou carbonizado.

Segundo o portal Uol, a família Mussi tem uma casa de veraneio em Barra Grande e segundo moradores da região, sempre se desloca de avião até Maraú. 

Parentes de deputado federal Guilherme Mussi estavam em aeronave que caiu em Barra Grande

Parentes do deputado licenciado Guilherme Mussi estavam na aeronave que caiu e pegou fogo na pista de um resort em Barra Grande, distrito do município de Maraú, no baixo sul da Bahia, na tarde desta quinta-feira (14). O acidente deixou uma mulher morta, que ficou carbonizada, e nove feridos.

Segundo informações apuradas pelo Portal Barra Grande 24h, a pessoa que morreu foi Marcela Brandão Elias, a irmã da esposa de Eduardo Mussi, que é irmão do deputado. 

Também estavam na aeronave o filho da vítima, Eduardo e a esposa dele e o ex-piloto da Stock Car Tuka Rocha. Todos eles sobreviveram, ainda conforme a assessoria de Mussi. Informações iniciais apontam que ao menos seis passageiros são familiares de Guilherme Mussi — o deputado licenciado não estava no avião.

Ex-piloto da Stock Car, Tuka Rocha é um dos sobreviventes de voo que caiu em Barra Grande

Ex-piloto da Stock Car, Tuka Rocha é um dos sobreviventes de um acidente aéreo na Bahia. Segundo informações de pessoas próximas ao ex-piloto, ele está entre os nove feridos. Não se sabe precisamente quantas pessoas estavam dentro e nem o que provocou a queda da aeronave, que tentava pousar na pista de um resort em Barra Grande, distrito do município de Maraú, no sul da Bahia, na tarde desta quinta-feira. A mãe de Tuka, Lívia Rocha, embarcou em um voo fretado para acompanhar a recuperação do filho.

Ex-piloto da Stock Car, Tuka Rocha é um dos sobreviventes de um acidente aéreo

Os sobreviventes estão em estado grave e foram transferidos de avião para Salvador, onde serão atendidos no Hospital Geral do Estado. De acordo com a Polícia Civil de Maraú, uma mulher ainda não identificada morreu carbonizada dentro do avião, após ficar presa nas ferragens.  Os feridos foram encaminhados, inicialmente, para um posto de saúde de Barra Grande. As vítimas não tiveram nomes e idades divulgadas. 

Um avião com capacidade para 8 passageiros e dois helicópteros, ambos do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer), foram enviados de Salvador para Barra Grande para fazer o transporte das vítimas até a capital baiana.

 

ATUALIZADO: Jatinho cai durante pouso e deixa uma mulher morta e 9 pessoas feridas em Barra Grande

Uma aeronave caiu durante o pouso na pista de um resort em Barra Grande, distrito de Maraú, na região sul da Bahia. Segundo informações o acidente ocorreu pouco depois das 14h. 8 adultos e uma criança estavam no bimotor Cesna Citation 550 de Prefixo PT-LTJ é de propriedade do bilionário brasileiro José João Abdalla Filho, de 74 anos.

De acordo com a Polícia Civil de Maraú, uma mulher ainda não identificada morreu carbonizada dentro do avião, após ficar presa nas ferragens. As outras 9 pessoas estão no Posto de Saúde de Barra Grande aguardando a chegada de uma aeronava da Polícia Militar que fará o transporte das vítimas para Salvador. 

Em entrevista ao portal R7 por volta das 15h30 desta quinta, Abdalla confirmou que é o proprietário do jatinho. Ele, no entanto, encontra-se na cidade de Nova York e não sabe quem estava à bordo da aeronave. Segundo dados da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave estava com o certificado de aeronavegabilidade em situação regular. (Site Barra Grande 24h)

 

 

junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia