WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Bahia’

Barra Grande: Terras disputadas na Justiça estão sendo vendidas por imobiliária na Internet

Vista ao fundo da praia do Rio Carapitangui, em Barra Grande, neste domingo | Foto: Barra Grande 24h

A batalha judicial envolvendo ações de desapropriação de terras em Barra Grande, na Península de Maraú, ganhou novos capítulos nas últimas semanas. Segundo informações obtidas pelo BNews, parte das áreas que estão em litígio estão sendo vendidas em lotes normalmente através de redes sociais como o Instagram e a plataforma de vendas OLX.

As vendas dos terrenos, localizados nos arredores do Rio Carapitangui, estariam sendo feitas por uma imobiliária local. Os valores impressionam, partindo de R$ 160 mil até cerca de R$ 1,5 milhão, em um lote específico que fica em região de praia.

De acordo com o Código de Processo Civil, na compra de um bem sob litígio, a sentença judicial estende seus efeitos ao comprador, ou seja, os compradores dos lotes ficariam sujeitos a suportar as consequências da disputa judicial. A exceção a isso seria conseguir provar que não tinham como saber da existência do litígio em questão.

Segundo partes envolvidas na disputa judicial ouvidas pela reportagem, a imobiliária não está informando aos interessados nos lotes sobre o litigio ocorrente nas terras de Barra Grande, num suposto abuso da boa fé dos compradores.

Conforme apurado pela reportagem, vendedores da imobiliária aproveitaram o feriadão de 7 de Setembro para levar turistas interessados para visitar as terras. A medida fez com que outras partes envolvidas colocassem uma placa no local, avisando que a área da ponta do Rio Carapitangui está em litigio judicial.

Em contato inicial com a imobiliário, o representante da mesma afirmou ao BNews que “não sabia como essas terras estariam registradas”, e que o assunto deveria ser tratado com outras instituições. Posteriormente, a reportagem tentou contatá-lo novamente, mas não obteve sucesso. (BNews)

Eleições 2020: eleitor sem máscara não poderá acessar local de votação, diz TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta terça-feira (8) as regras de conduta para as eleições municipais em novembro, em meio à pandemia do novo coronavírus. O uso de máscaras será obrigatório, e quem chegar ao local de votação com o rosto descoberto poderá ser impedido de entrar.

“A gente faz uma distinção entre local de votação e seção eleitoral. O local de votação é, tipicamente, a escola. Mas, dentro da escola, você tem diferentes seções. Portanto, é na entrada, no local de votação, que você já vai ter aferida a presença da máscara. Se estiver sem máscara, não pode entrar”, disse o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.

Também será obrigatória a higienização das mãos com álcool em gel antes e depois do uso da urna. O equipamento eletrônico em si não será limpo a cada votação e, por isso, caberá a cada eleitor cuidar da própria proteção.

O tribunal recomendou, ainda, que cada eleitor leve a própria caneta para registrar a assinatura no local de votação. A ideia é evitar ao máximo o compartilhamento de itens e, com isso, reduzir o risco de contágio. Para quem esquecer, haverá canetas extras devidamente higienizadas nas seções.

Segundo o TSE, as regras valerão para todo o país, no primeiro e no segundo turno – marcados para 15 e 29 de novembro, respectivamente. Os locais de votação ficarão abertos de 7h às 17h, sendo as três primeiras horas preferenciais para pessoas com mais de 60 anos.

Com febre, sem voto

Outra recomendação nova, motivada pela pandemia, diz respeito aos eleitores com sintomas ou quadro confirmado de Covid-19. Segundo o TSE, quem apresentar febre no dia de votar ou tiver sido diagnosticado com o vírus nos 14 dias antes não deve participar das eleições.

Nesse caso, a recomendação é que o eleitor justifique a ausência, em um outro momento, e informe que deixou de votar por questões de saúde.

Se a pessoa com febre ou diagnóstico for mesária, deverá avisar a zona eleitoral para que haja uma substituição na escala.

O TSE decidiu não adotar a medição de temperatura nos locais de votação, para evitar aglomeração e em função do custo-benefício da medida. O tribunal não recomenda o uso de luvas, mas sim, a limpeza constante das mãos.

Governo da Bahia assina acordo com a Rússia e quer testar efeitos da vacina Sputnik V

O governo da Bahia concluiu na terça-feira (8) o acordo de confidencialidade com o governo da Rússia para que todas as informações científicas da vacina contra a Covid-19 russa “Sputinik V” sejam repassadas para a fundação baiana de pesquisa científica e desenvolvimento tecnológico, fornecimento e distribuição de medicamentos (Bahiafarma).

“Faz parte da pesquisa da ciência o sucesso e, às vezes, o insucesso de determinadas linhas de pesquisa. Vocês acompanharam as declarações que eu dei nos últimos dias, sobre essa questão da linha de vacina, porque a ciência é assim: você abre linhas de pesquisa, algumas vão dar certo, outras não vão dar certo. É por isso é que, o ideal, é que o país planeje apoiar e participar de várias pesquisas de vacina”, contou o governador da Bahia, Rui Costa.

De acordo com o governo, o próximo passo é a instituição decidir se vai dar seguimento no projeto. O protocolo do governo russo será submetido ao comitê de ética do Instituto Couto Maia, depois ao Conselho Nacional de Ética em Pesquisa (Conepe), em Brasília – e também à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Nós estamos em negociação com a Rússia já há duas semanas. Semana passada nós tivemos duas reuniões, uma na quinta e uma na sexta. E nós assinamos um, já havíamos assinado um memorando de entendimentos visando iniciar as tratativas pra testar aqui no Brasil a vacina russa Sputinik V em 500 sujeitos, em 500 participantes”, disse o secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

“E ontem nós concluímos o acordo de confidencialidade que é um documento em que a gente se compromete a receber informações sigilosas deles, tratar de forma interna, confidencial, e a partir disso decidirmos, com base no que a gente vai ver, se a gente quer dar seguimento no projeto”

“Confirmando isso, nós iremos submeter o protocolo ao comitê de Ética e Pesquisa do Instituto Couto Maia, na sequência, à Comissão de Ética e Pesquisa, Conepe em Brasília, e também à Agência Nacional de Vigilância em Saúde, a Anvisa. Se eles aprovarem os estudos, o protocolo, dentro de um mês a gente pretende iniciar esse estudo da vacina russa aqui no estado da Bahia”, explicou o secretário de saúde.

Caso haja aprovação entre todas as partes, o governo pretende iniciar o estudo da vacina russa na Bahia dentro de um mês.

Na sexta-feira (4), um estudo com resultados preliminares publicado na revista científica “The Lancet”, uma das mais importantes do mundo, indicou que a vacina da Rússia para a Covid-19 não teve efeitos adversos e induziu resposta imune. Os cientistas russos reconheceram a necessidade de mais testes para comprovar a eficácia da vacina.

Chamada de “Sputnik V”, a imunização foi registrada no mês passado na Rússia, mas a falta de estudos publicados sobre os testes gerou desconfiança entre a comunidade internacional.

No Brasil, o governo do Paraná firmou uma parceria para desenvolver a vacina russa. Os testes no país devem começar em outubro e dependem da liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Rússia liberou sua vacina contra a Covid-19 para o público em geral, anunciou o Ministério da Saúde do país na terça-feira (8).

Segundo o comunicado, o primeiro lote de vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, passou nos testes de qualidade e foi liberada para a população civil. O Ministério diz ainda que a entrega de fato dos primeiros lotes está prevista para um futuro próximo, mas não especifica datas.

Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.

MARAÚ TEM 20 CASOS ATIVOS DA COVID-19 E 297 CURADOS

O município de Maraú registrou 01 novo caso positivo da COVID-19 e 03 novos curados nesta terça-feira, 08. O novo caso positivo foi registrado no distrito de Ibiaçú, mas o paciente estava trabalhando na sede. Os curados são: 01 em Piabanha, 01 na Ilha do Sapinho e 01 em Barra Grande. A Vigilância Epidemiológica registrou 08 novos casos suspeitos: 01 no Campinho, 03 em Barra grande e 04 suspeitos na Sede.

Foram descartados 05 casos suspeitos: 01 em Tremembé, 02 na Sede e 02 em Barra Grande. Maraú tem 1 óbito por outras causas, já que um paciente infectado com a COVID-19, morreu em decorrência de outra patologia.  Até a presente data, Maraú contabiliza, 324 casos confirmados, 297 pacientes recuperados, 20 ativos, 6 óbitos, 18 suspeitos, 18 aguardando resultado e 280  casos negativos. Disk Covid (73) 9 9965-9338 – (73) 9 9836-5649.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população a reforçar as medidas sanitárias definidas para evitar a disseminação da COVID-19, utilizando máscaras caseiras, realizando a higienização adequada das mãos, evitando contato físico (mantendo a distância mínima de 2 metros entre as pessoas) e se mantendo em domicílio sempre que possível.

ASCOM – Prefeitura de Maraú

CAI PARA 7,8 MIL TOTAL DE CASOS ATIVOS DA COVID-19 NA BAHIA, COM 1.175 INTERNADOS

Nas últimas 24 horas, foram registrados 851 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 1.448 curados (+0,6%) na Bahia, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Dos 272.814 casos confirmados desde o início da pandemia, 259.239 já são considerados curados e 7.841 encontram-se ativos (pacientes em recuperação), dos quais 1.175 estão internados, 568 deles em UTI exclusiva covid-19, informou a Sesab.

Os casos confirmados de covid-19 ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,32%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.054,08), Almadina (5.893,12), Itabuna (5.221,29), Dário Meira (4.957,98), Salinas da Margarida (4.793,52).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 512.440 casos descartados e 84.124 em investigação até as 17 horas desta terça-feira (8). Na Bahia, 24.034 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

ÓBITOS

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 41 óbitos que ocorreram em diversas datas, ocorridas no período de 4 de junho a 7 de setembro. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 5.734, representando uma letalidade de 2,10%. Dentre os óbitos, 55,79% ocorreram no sexo masculino e 44,21% no sexo feminino. O percentual de casos com comorbidade foi de 75,04%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (76,25%). (Pimenta)

CAMAMU: MAIS UM HOMEM FOI MORTO A TIROS EM TRAVESSÃO; ESSE É O 3º DA SEMANA

Mais uma pessoa foi morta a tiros no distrito de Travessão, município de Camamu. O homem foi morto na noite deste domingo (06). Segundo o Sargento Viola de Camamu, a vítima que não teve ainda o nome identificado morava em Ibirapitanga. O distrito vive uma onda muito grande de violência. Em menos de 7 dias foram 03 assassinatos. Até o momento ninguém foi preso pela polícia. Na última sexta-feira (04), um jovem também foi morto a tiros em Travessão. (Redação: Ubaitaba Urgente)

UBAITABA: CORONAVÍRUS JÁ MATOU 15 PESSOAS NO MUNICÍPIO

Subiu para 15 o número de mortos pela Covid-19 no município de Ubaitaba. A cidade tem hoje 422 casos confirmados da doença. Desse total, 346 pacientes já estão curados, 07 estão internados e 61 estão se tratando da doença. A Prefeitura Municipal informa ainda que 188 pessoas estão sendo monitoradas e 10 aguardam resultado de exames. (Redação: Ubaitaba Urgente)

setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia