WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Bahia’

ITABUNA CONFIRMA 226 CASOS DE CORONAVÍRUS EM 24H E FICA SEM VAGA DE UTI

O município de Itabuna confirmou mais 226 novos casos de coronavírus (Covid-19) em 24 horas e encerra a noite deste domingo (16) com todas as vagas de UTI para pacientes vítimas da covid-19 ocupadas, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

O número de infectados pela covid-19 em Itabuna desde o início da pandemia eram 7.213 ontem (15). Hoje, o total de infectados saltou para 7.439. São 3.982 pacientes em recuperação e 3.290 curados da doença, conforme critérios da SMS.

Ainda segundo a Secretaria de Saúde, todos os 33 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes vítimas do coronavírus, incluindo os pediátricos, estão ocupados em Itabuna. A rede inclui os leitos de UTI dos hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes, ambos da Santa Casa, e Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), mantido pelo município.

As quatro vagas de leitos de atendimento Semi-Intensivo também estão com pacientes internados. Outros 58 pacientes estão internados em leitos clínicos (enfermaria), destinados a casos menos graves de covid-19. Há somente 11 leitos clínicos disponíveis. É o pior quadro já enfrentado por Itabuna desde o início da pandemia. O município registrou até agora um total de 167 óbitos pela covid-19. (Pimenta)

ILHÉUS: DOS 966 ESTUDANTES JÁ TESTADOS, 271 POSITIVOS; DOS 322 PROFESSORES, 24 COM COVID-19

Do total de testes realizados (1.449), 311 testaram positivo

No primeiro dia de testes, segunda-feira (10), ocorrido entre professores e trabalhadores em educação, dos 319 professores que passaram pelo exame, 22 apresentaram resultado positivo. Entre os 140 trabalhadores testados, 13 estavam com o vírus.

Na terça-feira (11), foi a vez dos primeiros testes realizados com estudantes da rede em Ilhéus. Dos 362 alunos testados, 102 deram positivo. E de mais 8 funcionários, um estava com o vírus. Um exame no perfil “professores”, feito no dia anterior, foi revisado e apresentou resultado positivo.

Ontem, dia 12, mais 604 estudantes passaram pelo exame e 169 testaram positivo. De três professores, um estava infectado e de 13 funcionários, dois apresentaram positivo no teste rápido.

Apenas nos três primeiros dias de exames na rede estadual de Ilhéus, o Estado já detectou que em um total de 966 estudantes avaliados, 271 testaram positivo. Dos 322 professores, 24 apresentam o vírus no organismo e entre 161 trabalhadores em educação, 16 testaram positivo.

Do total de testes realizados (1.449), 311 testaram positivo. Ou seja: a cada 100 integrantes da rede estadual testados nos três primeiros dias, 21 estão infectados e assintomáticos pelo novo Coronavírus.

 

Informações: JBO

Rede hoteleira de Ilhéus convive com ocupação média de 10%.

Desde a segunda semana de julho está autorizada a reabertura de hotéis e pousadas em Ilhéus, com alguns protocolos de segurança por conta da pandemia. Há quem tenha já reaberto. Mas há, também, quem aguarda um melhor momento para a retomada. Números projetados pelos próprios empresários, revelam um índice médio de ocupação na rede hoteleira local de apenas 10 por cento. Muito baixo.

Apesar das garantias de segurança, “sumiram” os hóspedes que certamente viriam visitar a cidade por conta das suas belezas e da sua história. Dono de dois importantes hotéis da cidade – que juntos disponibilizam 220 apartamentos -, o empresário Carlos Mendonça sempre teve este perfil de público como prioritário em seus empreendimentos.

Antes da pandemia, 80 a cada 100 hóspedes seus, vinham conhecer a cidade e aproveitar as suas potencialidades naturais e históricas. A média de permanência nos hotéis era de quatro a cinco dias “O pouco número de hóspedes hoje – algo em torno de 10 por cento da capacidade dos hotéis – são viajantes que vêm até a cidade à negócio, rapidamente”, revela Mendonça. O empresário que empregava 360 trabalhadores, agora se vira com apenas 80. “A rede logística que tínhamos desmontou. Vai demorar para mudar este quadro”, lamenta.

Mendonça – que durante muitos anos consolidou seus negócios fortalecido pelos pacotes promocionais – viu todos eles desapareceram com a crise. “As companhias aéreas pararam. E quando elas param, o turismo pára junto”, explica. Sobre este novo momento, Carlos Mendonça controla o otimismo. “Se tudo ocorrer otimamente bem, não melhora esta realidade antes de janeiro”.

Ainda fechado

Mais cautelosa ainda, a empresária Néa Machado, dona de um dos mais luxuosos hotéis da região, ainda aguarda passo-a-passo a retomada do setor. O hotel ainda não foi reaberto. A previsão de retomada é para setembro e, segundo a empresária, isso ocorrerá se perceber o momento mais favorável. “Vivemos muita expectativa e muito pouco negócio. Não dá para desenhar o quadro que teremos no verão”, lamenta.

Com 129 apartamentos, o hotel tinha até pouco antes da pandemia 147 funcionários. Reduziu para 48. Os demais foram demitidos. “Para setembro, quando reabrirmos, não pretendemos contratar mais nenhum funcionário fixo. Se houver movimento nos finais de semana, convocamos mais alguém temporário”, explica as suas novas diretrizes.

Entrevista agendada

Jornal Bahia Online tentou saber do presidente da Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), Átila Eiras, que diagnóstico a entidade tem desta nova realidade de uma das maiores redes hoteleiras do interior da Bahia. O JBO teve a seguinte resposta pelo whatsApp: “Apenas marque com antecedência, pois estou com o dia corrido. Obrigado”.

Outro olhar

Com a mesma preocupação sobre a nova realidade, empresários do turismo de Porto Seguro recebem hoje o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio e presidente do BNB, Alexandre Cabral, para um encontro com o trade local. O encontro foi viabilizado pela ABIH Sul da Bahia. Amanhã, o presidente do BNB,  tem agenda prevista para Itabuna, onde deverá se reunir com 50 empresários ligados ao agronegócio. Todos buscam novos caminhos.

O dia corrido do presidente da Atil pode estar levando a entidade a não enxergar o bonde da história passar.(Jornal Bahia Online).

‘Se não for em setembro, vai ser em outubro’, diz secretário da Saúde sobre volta às aulas na Bahia

A retomada das aulas presenciais na Bahia pode ser uma realidade a partir do mês de setembro, segundo o secretário de Saúde do estado, Fábio Vilas-Boas. A declaração foi dada em entrevista ao CORREIO, realizada na manhã dessa quarta-feira (12). “Inicialmente, se está pensando em retornar progressivamente a partir do mês de setembro, mas isso depende de como vai se comportar o número de óbitos. Se não for em setembro, vai ser em outubro”, afirmou.

Para o secretário, a volta às aulas pode acontecer ainda esse ano, mesmo em plena pandemia do novo coronavírus, se for feita de forma organizada. A definição dos protocolos de retomada e da data exata de retorno será feita por um grupo de estudo composto por outros agentes do governo estadual. “Não sou eu quem define a previsão. Isso está sendo discutido dentro de um grupo que envolve também a Secretaria de Educação e o próprio governador”, explicou.

Um dos homens públicos à frente das decisões referentes ao combate ao coronavírus no estado, Vilas-Boas não tem tido muito tempo livre. Mesmo assim, encontrou um espaço na agenda para receber a reportagem enquanto se deslocava do Hospital Ernesto Simões Filho, na Caixa D’agua, para o seu gabinete, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Ele tinha acabado de entregar as obras de requalificação do Complexo de Saúde César de Araújo, em Salvador, que abriga, dentre outros hospitais, o Geral Ernesto Simões Filho (HGESF), que é uma das unidades de saúde baianas, referência no combate à covid-19. No total, são 80 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivos para o combate à doença no local.

Nutricionista de Ilhéus tem Covid-19 duas vezes e suspeita de reinfecção é apurada

Um nutricionista que mora na cidade de Ilhéus, no sul da Bahia, foi diagnosticado duas vezes com a Covid-19, em um período de três meses. Especialistas em infectologia investigam o caso de suspeita de reinfecção e, sendo confirmado, este seria o primeiro caso de reinfecção na Bahia.

O primeiro diagnóstico de Sócrates Lima foi no dia 21 de abril, quando ele teve febre e dores no corpo. Já o segundo foi em 21 de julho, quando o nutricionista também apresentou uma alteração no pulmão.

“Quando você pensa que acabou, que não vai ter mais, que já está imune, você recebe uma notícia que você está realmente, novamente com o vírus”, disse Sócrates Lima.

“Eu tive cinco dias de febre, onde a febre não baixava, era 39. Poderia ser uma dengue, porque a gente está nesse período de dengue, H1N1, chikungunya, e foi quando a minha esposa também sentiu sintomas, perdeu o paladar e o olfato e despertou que poderia ser o Covid-19 novamente”, contou.

Nas duas vezes, o nutricionista fez o exame de reação em cadeia da polimerase, o PCR ou Swab, que analisa o DNA viral através da secreção do nariz ou da garganta. É considerado por especialistas o exame de referência, padrão ouro.

Além dele existem mais dois tipos de exames que dão ou não o diagnóstico de infecção por coronavírus. O rápido, que em 15 minutos acusa positivo ou negativo, e o sorológico que analisa o comportamento dos anticorpos que combatem o vírus. Entenda as diferenças entre os tipos de teste.

O nutricionista Sócrates Lima informou que foi orientado a fazer um exame sorológico em 30 dias.

“Solicitaram que daqui a 30 dias eu faça uma sorologia para ver como está meu IGM e IGG. Se eu ainda estou com o vírus no corpo, se eu já criei anticorpos para o vírus para, depois de 30 dias, eles começarem a estudar o que vai acontecer com as pessoas que estão apresentando esses sintomas, porque para eles ainda não tinham ninguém. Eu fui o primeiro”, contou.

Probabilidade de reinfecção

O coordenador médico da Secretaria de Saúde de Ilhéus, André Cezário, que coordena também o Comitê Covid-19, que investiga a situação de Sócrates Lima, informou ao G1 que existem várias possibilidades para um novo exame positivo, e que, apesar da chance de reinfecção ser pequena, ela ainda não foi descartada.

“A gente está investigando, porque tem várias possibilidades de dar o exame positivo, mas não necessariamente sendo reinfecção. A gente acredita pouco nessa questão da reinfecção, explicou André Cezário.

“Pode ser reação cruzada com outros tipos de vírus. Tem uma série de hipóteses levantadas e é preciso investigar muito bem, até lançar isso como uma suspeita forte, porque mudaria todo o pensamento em torno do vírus, porque, geralmente, qualquer tipo de vírus, quando se tem o primeiro contato, não se reinfecta pelo mesmo vírus”, disse André Cezário.

O infectologista Fernando Romero explica que muitas coisas podem ter acontecido, inclusive a possibilidade de uma informação cruzada. O nutricionista pode ter sido contaminado por um vírus e o teste acusou outro.

“Em alguns casos, lógico que a gente não pode generalizar, mas tem alguns casos que podem ter uma reação cruzada dos exames. Por exemplo, com dengue ou algum outro tipo de vírus. Pode dar positivo, mas não ser necessariamente o Covid-19. Pode ser um outro tipo de coronavírus, porque tem coronavírus que causa virose, diarreia, que ele pode dar uma reação cruzada também com a Covid-19″, explicou.

De acordo com o infectologista, casos de reinfecção são raros. Ainda não há comprovação de que pessoas infectadas tenham criado imunidade.

“Existe uma chance bem menor da possibilidade da reinfecção, que não é comum, não é o que a gente está vendo no dia a dia, mas já existem relatos de reinfecção, principalmente depois de três meses depois que a pessoa teve a doença”, disse Fernando Romero.

SECRETARIA DE SAÚDE DE MARAÚ CONFIRMA 2 ÓBITOS POR COVID-19, 2 NOVOS CASOS POSITIVOS E 5 RECUPERADOS

A Prefeitura de Maraú, por meio da Secretaria de Saúde divulga novo boletim da situação da Covid-19 nesta quinta-feira (13). Segundo o informe, o município tem 02 novos casos de COVID-19, sendo 01 em Barra Grande e 01 no Tabuleiro. Os casos foram diagnosticados por meio de testes rápidos. O povoado do Tabuleiro tem 05 novos recuperados da doença.

A Secretaria de Saúde confirmou duas novas mortes em decorrência da COVID-19 no município.

CAMPINA DO JORDÃO

Uma idosa de 86 anos, foi transferida para o hospital Costa do Cacau no início do mês com suspeita de AVC e faleceu na última quarta-feira, 12, com a COVID-19.

CAMPINHO – VILA DO RIO CARAPITANGUI 

Um jovem de 20 anos, foi transferido para o hospital Costa do Cacau em decorrência de problemas cardíacos, contraiu o coronavírus e acabou não resistindo e vindo a óbito na última terça-feira, 11.

A Vigilância Epidemiológica registrou 04 casos suspeitos sendo 02 em Barra Grande e 02 em Ibiaçú. Foram descartados:  03 caso em Tremembé, 02 na Sede, 02 em Ibiaçú e 02 em Barra Grande. Maraú tem 01 óbito por outras causas, já que um paciente infectado com a COVID-19, morreu em decorrência de outra patologia.

Até a presente data, Maraú contabiliza, 279 casos confirmados, 253 pacientes recuperados, 20 ativos, 05 óbitos, 21 suspeitos, 21 aguardando resultado e 225 casos negativos. Disk Covid (73) 9 9965-9338 – (73) 9 9836-5649.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população a reforçar as medidas sanitárias definidas para evitar a disseminação da COVID-19, utilizando máscaras caseiras, realizando a higienização adequada das mãos, evitando contato físico (mantendo a distância mínima de 2 metros entre as pessoas) e se mantendo em domicílio sempre que possível.

ASCOM – Prefeitura de Maraú

MARAÚ TEM 23 CASOS ATIVOS DA COVID-19 E 248 RECUPERADOS DE ACORDO COM O BOLETIM

 

A Prefeitura de Maraú, por meio da Secretaria de Saúde divulga novo boletim da situação da Covid-19 nesta quarta-feira (12). Segundo o informe, o município não tem novos casos positivos, mas tem 4 novos recuperados da doença: 01 curados em Barra Grande, 02 na Sede e 01 em Ibiaçú.

A Vigilância Epidemiológica registrou 06 casos suspeitos sendo 02 na Ilha do Sapinho, 02 em Barra Grande, 01 na Sede e 01 em Ibiaçú. Foi descartado 01 caso em Taipu de Dentro. Maraú tem 01 óbito por outras causas, já que um paciente infectado com a COVID-19,  morreu em decorrência de outra patologia.

Até a presente data, Maraú contabiliza, 275 casos confirmados, 248 pacientes recuperados, 23 ativos, 03 óbitos, 24 suspeitos, 24 aguardando resultado e 216 casos negativos. Disk Covid (73) 9 9965-9338 – (73) 9 9836-5649.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população a reforçar as medidas sanitárias definidas para evitar a disseminação da COVID-19, utilizando máscaras caseiras, realizando a higienização adequada das mãos, evitando contato físico (mantendo a distância mínima de 2 metros entre as pessoas) e se mantendo em domicílio sempre que possível.

ASCOM – Prefeitura de Maraú

 

setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia