WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pousada cravo canela

:: 14/maio/2020 . 19:09

Prefeito decreta toque de recolher em Itacaré das 21 horas às 05 da manhã

O Comitê de Monitoramento contra o coronavírus de Itacaré anunciou na tarde desta quinta-feira (14) novas medidas que foram adotadas com o objetivo de resguardar a saúde pública nesse período de pandemia, proteger a população e evitar a proliferação do Covid 19. O novo decreto, que começa a vigorar nesta sexta-feira, determina o toque de recolher das 21 horas até as 05 da manhã, prevê o fechamento das barreiras sanitárias e o acesso à cidade à noite e garante o funcionamento apenas dos serviços considerados essências, que são as atividades indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.

De acordo com o decreto, fica proibida a circulação de pessoas nas vias públicas, das 21 horas às 05 da manhã, com exceção dos profissionais de segurança pública, de saúde, bem como pessoas em situação de urgência ou emergência médica e a quem estiver prestando socorro. A barreira sanitária situada no quilômetro 06 será fechada das 22 horas às 06 da manhã, sendo permitido o trânsito de profissionais de segurança pública, de saúde, bem como pessoas em situação de urgência ou emergência médica e também a quem estiver prestando socorro.

O funcionamento das atividades e serviços essenciais poderá ocorrer somente das 05 às 19 horas, com exceção das atividades de atendimento de urgências e emergências à saúde e, nesse caso até às 22 horas, sempre com adoção de medidas de prevenção ao contágio do Covid-19. Para o serviço de lojas de materiais de construção, somente será permitido o funcionamento de portas fechadas e mediante a modalidade de entrega em domicílio. No caso de lojas que comercializam insumos para atividade de pesca, o atendimento deverá ocorrer em meia porta, recebendo apenas um cliente por vez.

Conforme o decreto, são serviços e atividades essenciais os de assistência à saúde, incluídos os serviços médicos, hospitalares e laboratoriais; Farmácias; Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade; telecomunicações e provedores de internet; Comércio de gêneros alimentícios, como mercados, padarias, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros; Oficinas mecânicas e borracharias; Distribuidora de gás; Distribuidora de bebidas e água; Agências bancárias; Unidades lotéricas e agências da Coelba e Embasa.

Também são considerados serviços essenciais as clínicas veterinárias; serviços de radiodifusão sonora e de sons e imagens; serviços postais. fiscalização tributária; atividades médico-periciais relacionadas com a seguridade social, compreendidas no art. 194 da Constituição; serviços funerários; inspeção de alimentos, produtos e derivados de origem animal e vegetal; atividades de construção civil que já estejam em andamento, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde; e atividade de pesca e comercialização dos respectivos insumos.

O decreto prevê ainda que todo e qualquer cidadão que deixar a cidade deverá identificar-se, mediante apresentação de documento com foto válido em território nacional, na barreira sanitária, obtendo um voucher que permitirá o seu retorno ao perímetro do município de Itacaré.

Pessoas que pretenderem adentrar o perímetro do Município, com origem de outras localidades, deverão fazer contato com o Comitê de Monitoramento do Covid mediante o telefone (73) 99995-7568 para que a sua situação seja analisada e seja encaminhado o voucher para ingresso na cidade, se for o caso. O Comitê de Monitoramento do Covid deverá apresentar justificativa por escrito, através de e-mail, para os solicitantes que tiverem o voucher de entrada negado, após avaliação do representante jurídico. (Itacaré Urgente)

Ipiaú atinge a marca de 160 infectados por coronavírus

A Secretaria Municipal de Saúde de Ipiaú recebeu nessa quarta-feira (13) a confirmação de mais dois casos da Covid-19, elevando o número oficial de infectados para 160. Um dos casos registrados é da moradora da Vila Esperança, que acabou falecendo no Hospital Regional Costa do Cacau em Ilhéus na noite de quarta-feira (ver aqui). O outro caso é de um idoso, de idade não divulgada, que se encontra em isolamento social.

Com a atualização do novo boletim, Ipiaú passa a ter 514 casos notificados como suspeitos para COVID-19, sendo 160 confirmados, 168 descartados, 22 pessoas curadas, 28 aguardando resultados, 821 em quarentena e 04 óbitos. Conforme dados da Sesab, o município de Ipiaú possui o posto de cidade com a maior taxa de contaminação pela COVID-19 no Estado da Bahia.

Brasil: 201 mil casos de coronavírus e quase 14 mil mortos

Veja os dados sobre o coronavírus no Brasil nesta quinta-feira (14), segundo levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde. Foram registradas 13.930 mortes provocadas pela Covid-19 e 201.366 casos confirmados da doença em todo o país até esta quinta (14). O balanço do Ministério da Saúde divulgado na quarta-feira (13) informa 13.149 mortos e 188.974 casos.

SECRETARIA DE SAÚDE DE MARAÚ NOTIFICA CASO SUSPEITO DA COVID-19 EM BARRA GRANDE

View this post on Instagram

SECRETARIA DE SAÚDE DE MARAÚ NOTIFICA CASO SUSPEITO DA COVID-19 EM BARRA GRANDE A Prefeitura de Maraú, através da Vigilância Epidemiologica da Secretaria Municipal de Saúde, por meio desta nota, vem atualizar à todos a respeito dos casos suspeitos de coronavírus no município e trazer informações oficiais. Os boletins oficiais do Município são atualizados conforme novas informações chegam. Até o momento, Maraú possui apenas 3 casos confirmados, com 1 óbito, 2 casos suspeitos, 1 aguardando coleta, 1 aguardando resultado do exame, 7 casos descartados, 15 notificados, 100 em monitoramento, 321 liberados do monitoramento e 11 exames coletados. CASOS SUSPEITOS Paciente é uma jovem de 24 anos, residente no povoado de Taipu de Dentro, não possui comorbidade e tem histórico de viagem para Ipiaú. Foi colocada em quarentena desde que chegou começou a apresentar sintomas. A paciente continua em isolamento e aguardando resultado do exame. Mulher de 25 anos, residente no distrito de Barra Granade. A paciente tem histórico de viagem a Camamu, não tem comorbidade, apresentou febre, dor de garganta, tosse, falta de ar e dor de cabeça.  A Prefeitura de Maraú reforça que todas as medidas adotadas devem ser cumpridas à risca a fim de evitar que o Município tenha um surto da doença. A recomendação é para que NÃO saiam de casa sem extrema necessidade. ASCOM – Prefeitura de Maraú

A post shared by Prefeitura Municipal De Maraú (@prefeiturademarau) on

A Prefeitura de Maraú, através da Vigilância Epidemiologica da Secretaria Municipal de Saúde, por meio desta nota, vem atualizar à todos a respeito dos casos suspeitos de coronavírus no município e trazer informações oficiais. Os boletins oficiais do Município são atualizados conforme novas informações chegam.

Até o momento, Maraú possui apenas 3 casos confirmados, com 1 óbito, 2 casos suspeitos, 1 aguardando coleta, 1 aguardando resultado do exame, 7 casos descartados, 15 notificados, 100 em monitoramento, 321 liberados do monitoramento e 11 exames coletados.

CASOS SUSPEITOS
Paciente é uma jovem de 24 anos, residente no povoado de Taipu de Dentro, não possui comorbidade e tem histórico de viagem para Ipiaú. Foi colocada em quarentena desde que chegou começou a apresentar sintomas. A paciente continua em isolamento e aguardando resultado do exame.
Mulher de 25 anos, residente no distrito de Barra Granade. A paciente tem histórico de viagem a Camamu, não tem comorbidade, apresentou febre, dor de garganta, tosse, falta de ar e dor de cabeça.

A Prefeitura de Maraú reforça que todas as medidas adotadas devem ser cumpridas à risca a fim de evitar que o Município tenha um surto da doença. A recomendação é para que NÃO saiam de casa sem extrema necessidade.

ASCOM – Prefeitura de Maraú

Em caráter emergencial, Governo Federal facilita acesso ao crédito rural

Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou uma série de medidas para diminuir a burocratização na concessão de financiamentos aos produtores rurais. As ações são em caráter emergencial, em função da crise da Covid-19 e da necessidade de manter o distanciamento social. A resolução no 4.810 foi publicada na terça-feira (5), no Diário Oficial da União.

Além das medidas relacionadas à concessão do crédito, foi prorrogada para 31 de julho a apresentação de comprovantes de compra de insumos, pagamento de mão de obra ou aquisição máquinas. No caso do crédito para bovinocultura, a resolução permite a liberação do crédito para posterior apresentação da Guia de Trânsito Animal (GTA) e a ficha sanitária para até o dia 31 de julho. E permite ainda renovação simplificada de custeios agrícolas e pecuários.

O diretor do Departamento de Crédito e Informação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wilson Vaz de Araújo, explica que a adoção das medidas contribuirá para manter o fluxo de liberação de financiamentos, sobretudo de operações de custeio, a exemplo de financiamentos para aquisição de insumos. “Com os recursos do financiamento no momento oportuno, o produtor poderá comprar seus insumos a preços relativamente mais baratos”, disse.

Segundo Wilson, a medida traz a possibilidade de renovação simplificada de financiamentos de custeio até 30 de junho e evitará a necessidade de deslocamentos frequentes para acessar novos financiamentos, diminuindo, consequentemente, a possibilidade de contaminação pelo novo coronavírus, dando tranquilidade suficiente para o agricultor desenvolver sua atividade produtiva.

Com informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Parentes de idosa que morreu com Covid-19 em  Cairu negam que caixão foi aberto e dizem que prefeitura liberou velório

A família da idosa de 77 anos, que morreu diagnosticada com Covid-19 em Cairu, no baixo-sul da Bahia, negou nesta quarta-feira (13) que o caixão dela tenha sido aberto antes do sepultamento. A família também disse que a prefeitura da cidade não falou que existia a suspeita de contaminação por coronavírus e liberou o velório. O órgão nega que não tenha avisado os familiares.

 De acordo com os familiares, Nilzete Porfiria dos Santos Souza morava no distrito de Gamboa, em Cairu. A idosa apresentou febre no domingo (3) e foi levada em um posto de saúde da localidade na terça-feira (5), quando foi avaliada por uma médica, que disse que os sintomas poderiam ser princípio de pneumonia ou infecção urinária, por causa da idade.

Os familiares informaram que a médica receitou um medicamento e pediu para que a idosa retornasse ao local na quinta-feira (7), quando ela novamente atenderia no local. Na quinta, a família de Nilzete voltou a levar a idosa, que tinha piorado e apresentava temperatura e pressão altas, para o posto de saúde.

Foi quando, após ser atendida no posto, Nilzete foi transferida para um hospital no município de Valença, onde ela morreu. A família da idosa ressaltou que em momento algum a médica falou em suspeita de Covid-19.

Liberação do corpo

Segundo os familiares de Nilzete, o corpo da idosa foi liberado ainda na noite da quinta-feira. A funerária arrumou o corpo da vítima no caixão e fechou. De acordo com eles, o velório foi feito com o caixão, que tinha uma tampa de vidro, fechado.

Os familiares ainda disseram que o único momento em que o caixão ficou aberto foi quando uma funcionária da funerária, que usava máscara, luva e macacão, arrumou o corpo. Além dela, apenas a neta da idosa acompanhou o preparo, no mesmo ambiente, também de luvas e máscara.

A família de Nilzete contou que a funerária lacrou o caixão e disse que não poderia ser aberto. Eles disseram que respeitaram a decisão da empresa. Os familiares também disseram que o hospital retirou o sangue da idosa para teste após a morte na noite da quinta-feira, mas não falou em suspeita de Covid-19.

O velório e enterro de Nilzete aconteceram na sexta-feira (8), às 8h. O resultado com o diagnóstico da Covid-19 só saiu na segunda-feira (11).

Testes positivos em parentes

Cinco pessoas que estiveram no velório da idosa testaram positivo para a doença. De acordo com a prefeitura do município, todos estão em isolamento domiciliar.

A família de Nilzete disse que após sair o resultado da idosa, a prefeitura entrou em contato e todos os familiares fizeram testes rápidos. Os cinco que testaram positivo não apresentam sintomas e estão afastados, em casa. A família acredita que eles pegaram a doença enquanto a idosa estava em casa, antes de morrer.

A idosa morava com três filhas e uma neta. Os outros familiares moravam em casas próximas. A família não acredita que os parentes foram contaminados durante o velório.

As pessoas que testaram positivo são:

  • Um filho da idosa;
  • Uma das filhas que mora na mesma casa em que ela morava;
  • Uma filha que mora em uma casa vizinha;
  • Um genro que mora em uma casa vizinha (a mulher dele não testou positivo);
  • Um filho que mora na casa que fica em cima, mas que teve contato com a idosa;

O que diz a prefeitura

A Secretaria de Saúde de Cairu confirmou que a família da primeira vítima de Covid-19 no município foi informada e orientada pela equipe de Saúde responsável pela coleta das amostras para realização do teste de coronavírus, antes da liberação do corpo.

O órgão informou que negou que tenha autorizado o velório, porque já havia suspeita de Covid-19, e reafirmou que o caixão saiu da Santa Casa de Misericórdia de Valença lacrado, seguindo todos os protocolos e orientações do Ministério da Saúde.

A secretária de Saúde de Cairu, Italuana Guimarães, disse que não tinha equipe de saúde no local durante o velório de Nilzete. Ela também contou que em nenhum momento afirmou que as pessoas testadas positivos foram infectadas durante o velório, nem como se deu a contaminação das mesmas.

Segundo o último Boletim Epidemiológico divulgado no início da noite desta quarta-feira (13), Cairu possui 10 casos confirmados com Covid-19, um óbito, e 14 suspeitas descartadas. Há, ainda, mais dois casos aguardando resultado do Lacen. Todas as pessoas testadas positivas tiveram contato próximo com a vítima que veio a óbito e permanecem em quarentena, respeitando os critérios de segurança sanitária e isolamento social.

ANVISA FAZ ALERTA SOBRE TÚNEIS E CÂMARAS DE DESINFECÇÃO DE PESSOAS

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma nota na qual afirma “faltar evidências científicas” de que o uso de estruturas como câmaras, cabines e túneis para desinfecção de pessoas tenha eficácia, enquanto medida preventiva contra o novo coronavírus (covid-19).

De acordo com a autoridade sanitária, “a duração de 20 a 30 segundos para o procedimento não seria suficiente para garantir o processo de desinfecção”. Além disso, a nota técnica, divulgada na noite desta quarta-feira (13) pela Anvisa, reforça que a adoção desse mecanismo “não inativaria o vírus dentro do corpo humano, além de poder causar danos à saúde de quem se submetesse à desinfecção com saneantes aplicados diretamente na pele e nas roupas”.

maio 2020
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia