O município de Maraú completou na última segunda-feira, 30, seus 82 anos de emancipação política. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a prefeitura municipal teve que suspender as atividades alusivas ao aniversário da cidade. Mas, para não deixar em branco esta data tão importante, a gestão da prefeita Gracinha Viana organizou uma programação para marcar o aniversário da cidade.

Uma alvorada às 05h da manhã deu início a comemoração que seguiu ao som da tradicional Filarmônica Lira da Conceição que ao som de hinos, percorreu as principais ruas da sede do município. O percurso foi acompanhado de perto por Gileno Lira, coordenador de Gabinete da prefeita e pelo Secretário de Administração, Samar Santos.

Maraú é rica culturalmente, economicamente, e famosa pelas suas belezas naturais, tendo sido destaque várias vezes, por seu crescimento no setor turístico e imobilário. Conhecida mundialmente, a península de Maraú, chama a atenção pelo belo conjunto que reúne mar cristalino, areias finas, coqueirais e recifes, sem contar a excelente infraestrutura de hospedagem, bares, restaurante e comércio. Além dos elementos paradisíacos, a paisagem é composta ainda por rios e cachoeiras como a do povoado de Tremembé.

No ano de 1705, frades italianos se instalaram em uma aldeia indígena chamada “Mayrahú”, originando um povoado. Em 1717, criaram o distrito de Mayrahú que, após a construção da capela, foi elevado à freguesia, passando a se chamar “São Sebastião de Mayrahú”. No ano de 1761, foi elevada a Vila de Maraú. E só em 1938 tornou-se cidade.