Na manhã desta terça-feira (24), quase 100 trabalhadores da empresa de ônibus Viametro foram surpreendidos com aviso de demissão. A viação, que opera o transporte coletivo de Ilhéus, alega que a medida drástica foi adotada por causa da crise causada pelo coronavírus.

Na noite de segunda-feira (23), motoristas e cobradores foram informados que deveriam comparecer à sede da empresa logo na manhã de hoje. Ao chegar, receberam um aviso com as explicações para o desligamento em massa.

No documento, a Viametro informa aos trabalhadores que, por motivos de força maior, alheios à vontade da empresa, e por causa das medidas restritivas impostas pelas autoridades que paralisaram o transporte público no município por conta da pandemia do coronavírus, estava encerrando os seus contratos.

Os trabalhadores ficaram ainda mais apreensivos porque a empresa informou que não pagará os 40% de FGTS a que eles têm direito. Os funcionários reclamam que as demissões vieram no momento em que mais precisam de recursos financeiros por causa da dificuldade gerada pelo coronavírus.

 

Informações: Pimenta