WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: out/2019

Manchas de óleo chegam a Porto Seguro e atingem praias de Arraial D’Ajuda e Trancoso

Praia da Pitinga, em Arraial D’Ajuda (Divulgação/Prefeitura de Porto Seguro)

Do G1/BA

As manchas de óleo que atingem o litoral da Bahia chegaram à cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia, nesta quinta-feira (31). As praias atingidas ficam nos distritos de Arraial D’Ajuda e Trancoso – dois dos destinos turísticos mais procurados do estado. As manchas foram identificadas por pescadores e moradores da região, e confirmadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Porto Seguro. A secretaria ficou de enviar nota sobre a situação das praias.

O distrito que tem mais praias atingidas é Arraial D’Ajuda: três locais – praia do Mucugê, de Pitinga e de Taípe. Em Trancoso, a aparição foi de pequenas porções de fragmentos do óleo. Até esta quinta-feira (31), Porto Seguro é o município mais ao sul da Bahia afetado pelo óleo que atinge o litoral do Nordeste do país. A proximidade com a área de Abrolhos preocupa moradores e ambientalistas pelos impactos que o óleo pode provocar caso chegue ao banco.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 

00:00/02:31
 
 
 
 

 
 
 
 
 

Cerca de 25 toneladas de óleo acumulado foram recolhidas da Praia do Pratigi, em Ituberá

Do Portal Pratigi

Em mais um dia trabalho de retirada de óleo na Praia de Pratigi, a Prefeitura de Ituberá, através de uma equipe da Secretaria da Infraestrutura, e com o apoio de voluntários, conseguiu retirar das areias uma grande parte do óleo acumulado que foi recolhido da maré nos últimos dias.

Foram utilizados dois caminhões e tratores para a retirada do material que foi acomodado em sacos plásticos e Big bags e que estava provisoriamente na parte superior da areia da praia, afastada da maré.

O material recolhido foi levado para Ituberá e acomodado no aeródromo, ao lado da sede do Ciapra. Cerca de 25 toneladas de óleo foram recolhidas do Pratigi. O Secretário da Infraestrutura Carlos Augusto, disse que o trabalho vai continuar nesta quinta-feira (31), conforme cronograma estabelecido e que contempla a retirada do óleo que ainda chega trazido pela maré.

“Hoje foi um dia difícil, mas podemos dizer que obtivemos sucesso em retirar todo esse material, que agora será destinado a um novo local. Esperamos que o Governo do Estado encontre o mais breve possível uma destinação final para todo esse material”, disse Carlos Augusto.

A Secretária do Turismo e Meio Ambiente, Daniella Magalhães, informou, no final da tarde, que o material que está agora no aeródromo será transferido para uma caçamba cedida pela empresa Michelin. Veja imagens:

Menor é morto a tiros em Saquaíra, na Península de Maraú

Um adolescente de 16 anos foi morto a tiros na noite de terça-feira (29), no povoado de Saquaíra, na Península de Maraú. O crime aconteceu na rua do Campo. O jovem foi identificado como Paulo Henrique, mais conhecido como ‘Paco’. 

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local. A perícia técnica da Polícia Civil avaliou o local do crime e o corpo foi levado para o Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre a motivação do crime.

 

Ministério da Agricultura proíbe pesca em regiões afetadas pelo petróleo

O Diário Oficial da União publicou nesta terça-feira 29 uma instrução normativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que restringe a atuação de pescadores nas regiões afetadas pelo petróleo que atinge a costa nordestina. 

Na prática, o ministério irá ampliar o período chamado “defeso”, em que o pescador não pode realizar sua atividade porque as espécies estão em época reprodutiva. A restrição começa a partir do dia 1º de novembro e abrange a pesca de camarão e lagosta na região.

As áreas de restrição abrangem a divisa dos estados de Pernambuco e Alagoas em novembro e as divisas do Piauí e Ceará, e da Bahia e do Espírito Santo até o fim de dezembro.

De acordo com o documento, a medida decorre da “grave situação ambiental resultante de provável contaminação química por derramamento de óleo no litoral da Região Nordeste, proibindo a atividade pesqueira”. Desde o início do acidente, já foram recolhidos mais de 200 toneladas de resíduos de piche do mar e das areias das praias nordestinas.

No dia 24 de outubro, o ministério anunciou o pagamento de uma parcela do seguro-defeso em novembro para cerca de 60 mil pescadores artesanais afetados pelo vazamento de óleo. O valor do benefício é de um salário mínimo (R$ 998).

Governo da Bahia anuncia decreto de emergência incluindo Maraú e mais 14 cidades atingidas por óleo

 
Será publicado na edição de quarta-feira (30) do Diário Oficial do Estado da Bahia decreto de situação de emergência em mais 15 municípios baianos atingidos pela mancha de óleo que avança pelas praias da região Nordeste. Assinado pelo governador em exercício, João Leão, o documento inclui na lista as cidades de Belmonte, Cairu, Camamu, Canavieiras, Igrapiúna, Ilhéus, Itacaré, Itaparica, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Taperoá, Una, Uruçuca e Valença. Outras seis cidades tiveram situação de emergência reconhecida pelo Estado no último dia 14 de outubro: Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas.
 
Com o decreto, fica autorizada a mobilização de todos os órgãos estaduais, no âmbito das suas competências, para envidar esforços no intuito de apoiar as ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução. Em Barra Grande, foram recolhidos apenas na última segunda-feira, 28, cerca de 3 toneladas de óleo. 
 

Prefeitura de Maraú e voluntários recolhem quase 3 toneladas de óleo das praias de Barra Grande

Uma grande força-tarefa foi montada na manhã da última segunda (28) para a remoção das manchas de óleo em Barra Grande, na praia da Bombaça. Cerca de 100 pessoas participaram da grande operação entre voluntários e funcionários da Prefeitura. O armazenamento é feito em big bags e segue as orientações do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA).

Foram retiradas das areias cerca 2 toneladas de óleo da praia da Bombaça. A quantidade que chegou já foi em grande parte removida e não prejudica a circulação nas praias. Equipes da Secretaria de Meio Ambiente também em parceria com voluntários, recolheram uma grande quantidade de óleo na praia do Cassange. Pequenos fragmentos foram encontrados também na praia do povoado do Campinho.

Valdemir Lisboa, Secretário de Meio Ambiente de Maraú, explicou: “O processo de limpeza, de retirada das manchas de óleo, permanece sendo feito diariamente em toda a extensão do litoral da Península por equipes da prefeitura, voluntários e o transporte dos resíduos está sendo feito pela pela Secretaria de Infraestrutura”, disse o secretário.

A prefeitura recomenda que caso as pessoas encontrem novas manchas de óleo na área, devem entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente através do telefone (73) 3258-2264.

 

A prefeitura municipal acionou o IBAMA, MARINHA, INEMA e o Corpo de Bombeiros que irão reforçar não só o monitoramento e treinamento, como também ajudar na coleta do óleo nas praias. 

 

ASCOM – Prefeitura de Maraú

Una registra manchas de óleo e sobe para 19 o número de cidades atingidas na Bahia

G1 Bahia

A cidade de Una, no sul da Bahia, registrou aparição das manchas de óleo nesta segunda-feira (28), aumentando para 19 o número de municípios contaminados no estado. As manchas chegaram também na foz do Rio Itapicuru, no município de Conde – que tem outros locais afetados – e na Praia dos Gringos, em Maraú.

Além disso, as praias de Moreré (distrito de Boipeba), em Cairu e Algodões, em Maraú, ambas no baixo sul da Bahia, tiveram novas placas da contaminação, depois de já terem sido limpas. [Confira lista atualizada abaixo]

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia