Do Portal Pratigi

Todos os anos, no começo de julho, as baleias jubarte chegam ao litoral baiano a procura de águas mais quentes para se reproduzir. Depois de uma longa migração, desde as gélidas águas antárticas, onde se alimentam, os enormes mamíferos dão a luz aos seu filhotes, e permanecem com eles na Bahia até o início de novembro. Também é nessa época que as baleias acasalam. Ou seja, as baleias jubarte não apenas são concebidas aqui, mas também nascem aqui, sendo legitimamente baianas!

Observar este espetáculo de perto é um privilégio de poucos, e também uma atividade de requer muita responsabilidade, já que não se deve interferir no comportamento natural dos animais, e muito menos causar qualquer dano. Por isso devem ser seguidas uma série de normas, e apenas operadores especializados podem realizar este tipo de passeio. No Brasil o Ibama regulamenta as regras para o turismo de observação de baleias, e o Instituto Baleia Jubarte dá apoio aos operadores, especialmente no treinamento de equipes.

Em Morro de São Paulo a Rota Tropical opera em parceria com o Instituto Baleia há 11 anos. O principal foco do IBJ é na conservação e pesquisa científica, porém o turismo e a educação ambiental são grandes catalisadores da conservação e pesquisa. As equipes do IBJ visitam escolas e instituições da comunidade, conscientizando crianças e adultos. Nas saídas dos passeios também são coletados dados científicos, base de estudos populacionais.

A Rota Tropical tem saídas do “whale watching” três vezes por semana (terças, quintas e sábados). Antes do passeio há uma palestra (em português e inglês) com informações básicas sobre as jubarte, seus hábitos, cuidados para aproximação, regras de segurança, entre outros. A saída a mar aberto dura de 2 a 3 horas, período no qual pode-se ver desde nenhuma até 5, 10, 20 baleias. É, “nenhuma” também é uma possibilidade, embora extremamente rara. Vale lembrar que as baleias estão livres no seu ambiente natural, então o passeio é um “safari”. A Rota Tropical também conta com um equipamento que permite ouvir o canto das baleias – o hidrofone, uma espécie de microfone sub-aquatico. O passeio custa R$ 198 por pessoa, e não é recomendado para gestantes e crianças pequenas.

Reservas podem ser feitas pelo site www.morrodesaopaulo.net, pelo e-mail reservas@rotatropical.tur.br ou pelo fone/whastapp (75) 3652 1551.

Foto Destaque: William Wazlawik/Rota Tropical