Uma mulher que não teve o nome divulgado foi detida na segunda-feira (29) suspeita colocar o filho recém-nascido morto dentro de um saco e jogar no lixo, na localidade do Mangue Verde, no Distrito de Barra Grande, na Península de Maraú. Segundo a delegada Andréa Oliveira, a mãe foi interrogada na delegacia de Barra Grande, dizendo que o bebê teria nascido morto, com o cordão umbilical enrolado no pescoço.

No depoimento, ela teria dito também que ficou desesperada, e acabou colocando a criança num saco plástico. Vizinhos desconfiados da atitude suspeita da mulher, checaram o saco de lixo e encontraram o bebê.

Desde o início da manhã, a polícia Civil de Maraú estava aguardando o laudo do Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus (DPT) para determinar se a criança, nascida no 9º mês de gestação, morreu de causas naturais ou se houve homicídio. De acordo com o delegada, o laudo apontou que o bebê já nasceu morto.