A Polícia Civil, por meio da 7ª coordenadoria de Ilhéus, divulgou hoje mais informações sobre as investigações que levaram a prisão do acusado de estupro a uma turista de Brasília, na praia de Ponta do Mutá, em Barra Grande, no município de Maraú. Josilton Jorge da Conceição, de 25 anos, é natural de Camamu e morador da região da ponta do mutá, foi preso em flagrante pela equipe da polícia civil local.

Segundo apurado pela polícia civil, o autor do crime hediondo é servente de pedreiro e pescador, e estava desempregado a 15(quinze) dias, segundo depoimento do cunhado, o investigado tinha o hábito de toda manhã, ir na beira da praia da Ponta do Mutá verificar se as catraias (pequenos barcos artesanais) estariam devidamente amarradas e qual a quantidade de água que chegou a entrar na embarcação.

Ainda de acordo com a polícia, o mesmo já foi preso em 2014, por suspeita de ter importunado sexualmente uma mulher de prenome BIA, mas sendo liberado por falta de provas.

A Polícia apresentou várias fotos de suspeitos para a vítima, que reconheceu com absoluta convicção e certeza o autor, chegando ao ponto de passar mal ao se deparar com o criminoso, sendo o Auto de Reconhecimento Fotográfico lavrado pela Polícia Civil do Distrito Federal. A roupa usada pelo criminoso e relatada pela vítima foi apreendida em poder do investigado.

Além do reconhecimento feito pela Vítima, a Polícia Civil vai solicitar exame de comparação genética do liquido seminal encontrado nas vestes da vítima e no próprio exame de corpo delito com o perfil genético do autor. A Prisão em Flagrante foi realizada pelos servidores Policiais Civis: DPC Marcos Augusto Larocca, Agente Ramiro Santos da Soledade da Delegacia Territorial de Marau e do IPC Robson Antônio Evangelista dos Santos lotado no Serviço de Investigação da 7ª COORPIN – ILHÉUS. A prisão será comunicada a Vara Crime de Itacaré e o preso recolhido a Carceragem da 7ª COORPIN/ILHÉUS.