WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
faculdade de ilheus faculdade de ilheus faculdade de ilheus

:: out/2018

Prefeita Gracinha derrota pela quarta vez consecutiva a oposição de Maraú

 

Eduardo Salles, Gracinha, Rui Costa e Carletto.

Pela quarta vez consecutiva a prefeita de Maraú, Gracinha Viana (PP), consegui derrotar a oposição de Maraú, que é liderada pela ex-candidata a prefeita, Vera Sarmento (PSB). Gracinha conseguiu dar uma votação expressiva a todos os seus candidatos. O deputado estadual Eduardo Salles (PP), foi o mais votado do município e obteve 3.353 votos, enquanto o candidato apoiado pela oposição, Sandro Regis (DEM), obteve apenas 639 votos. O deputado federal apoiado pela prefeita, Ronaldo Carletto (PP), obteve 2.878 votos, enquanto o deputado federal apoiado pela oposição, Antônio Imbassahy (PSDB), obteve apenas 310 votos, e não conseguiu se reeleger. Eduardo Salles foi reeleito com 89.123 votos e Ronaldo Carletto com 118.097 votos.

Também apoiado pela prefeita de Maraú, o governador Rui Costa (PT), obteve 6.340 votos, enquanto os candidatos ao senado, Jaques Wagner (PT), obteve 5.348 votos e Angelo Coronel (PSD), obteve 5.059 votos. Já o candidato a Presidente da República, Haddad (PT),também apoiado por Gracinha obteve 6.002 votos. Gracinha conseguiu derrotar a oposição em 2012, quando foi eleita prefeita pela primeira vez no município, em 2014, quando conseguiu dar uma expressiva votação aos seus deputados, em 2016, quando conseguiu se reeleger prefeita e agora em 2018, dando mais uma vez uma expressiva votação aos seus candidatos. (Redação: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente)

Ângelo Coronel e Jaques Wagner são os senadores mais votados de Maraú

 

Jaques Wagner e Ângelo Coronel são eleitos senadores pela Bahia

O candidato Jaques Wagner do PT foi o mais votado para o senado federal no município de Maraú. Ele alcançou o total de 5.348 votos, atingindo 39,66% do total. Ângelo Coronel, do PSD, foi o segundo mais votado e obteve 5.059 votos, atingindo o total de 37,52%.

O terceiro mais votado no município foi Irmão Lázaro, do PSC, com 1.807 votos, alcançando 13,40% do total. Já o quarto mais votado foi Jutahy Magalhães Júnior, do PSDB, com 680 votos, um total de 5,04%. E o comandante Rangel do PSL com 300 votos.

Neste ano, o eleitor escolheu dois candidatos ao Senado. O mandato dos senadores é de oito anos, mas as eleições para o cargo ocorrem de quatro em quatro anos. A cada eleição, a Casa renova, alternadamente, um terço e dois terços de suas 81 cadeiras. Neste ano, 54 vagas estavam em disputa no país, duas delas na Bahia.

Com 2.878 votos, Ronaldo Carletto é de novo o deputado federal mais votado de Maraú com 390 votos a mais do que em 2014

 

Mais uma vez o grupo político da Prefeita Gracinha Viana mostra força na eleição de deputado e consegue dar a maior votação aos deputados estadual e federal. Desta vez, Ronaldo Carletto é de novo o deputado federal mais votado de Maraú com 2.878 votos, sendo 390 votos a mais do que na eleição de 2014, quando o deputado obteve 2.488 votos.

Carletto que é um deputado que há anos tem serviços prestados em Maraú, viu sua votação crescer e chegar perto da casa dos três mil votos. O deputado que destinou mais de 1 milhão de reais em emendas parlamentares para o município recebeu a prova do reconhecimento da maioria da população local que reconhece os grandes investimentos realizados com o apoio e a luta da Prefeita Gracinha junto ao deputado.

Já Eduardo Salles, cresceu também seu número de eleitores em Maraú e viu sua votação chegar na casa dos 3.300 votos, figurando entre os 5 mais votados da Bahia.

Com 3.353 votos, Eduardo Salles é de novo o deputado estadual mais votado de Maraú com 258 votos a mais do que em 2014

Prefeita de Maraú, Gracinha Viana ao lado do Deputado Estadual Eduardo Salles.

Com 100% das urnas apuradas em Maraú, Eduardo Salles foi o candidato a Deputado Estadual mais votado, com 3.353 votos, correspondendo à 41,09% dos votos válidos. Na Bahia inteira, Eduardo Salles soma mais de 89 mil votos, ficando entre os cinco mais votados do Estado.

Para a prefeita Gracinha Viana, a votação é fruto do reconhecimento do povo com o deputado que é presente no município e tem serviço prestado dentro de Maraú. Eduardo já destinou uma ambulância, trator, emendas para calçamento do povoado de Tremembé, entre outros benefícios para a população. Clique aqui e veja a votação.

 

12.936 eleitores de Maraú estão aptos a votar neste domingo; 52,4% são homens e 47,6% mulheres

Vista da Sede de Maraú | Foto: Aleilton Oliveira

De acordo com dados do IBGE, com data de referência do mês de agosto de 2018, Maraú tem 20,518 habitantes. Deste total da população, segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atualizadas no dia seis deste mês, 12.936 são eleitores. Esse número é maior do que o registrado nas eleições 2014 (12.236).

A maior quantidade de eleitores está na faixa etária de 30 a 34 anos (1.648), seguida pelo grupo de 35 a 39 anos (1.574) e depois 25 a 29 anos (1.349). Já fizeram o cadastramento biométrico 1.561 eleitores.

Em relação ao estado civil, o número de eleitores solteiros é bem superior ao de casados. São 11.141 contra 1.601.

Já, considerando o grau de instrução, a maioria dos eleitores são os que possuem o ensino fundamental incompleto (4.492) e o número de eleitores analfabetos chega a 2.405, cerca de 18,59% do eleitorado.

Apenas 1.155 eleitores completaram o ensino médio contra 1.619 que não completaram o ensino médio. 268 eleitores tem ensino superior completo contra 146 que ainda não completaram. 2.560 eleitores sabem ler e escrever e 287 completaram o ensino fundamental.

 

Veja o gráfico abaixo:

As eleições 2018 acontecem dia 7 de outubro, e se necessário, o segundo turno no dia 28 do mesmo mês. Os eleitores votarão para presidente, governador, senador, deputado estadual e federal.

Por: Darlim | Barra Grande 24 Horas
Dados: Tribunal Superior Eleitoral

TSE diz que eleitor pode usar camiseta de partido e candidato no dia da eleição

Por: Globo.com

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entendeu nesta sexta-feira (5) que os eleitores podem usar camisetas de partidos no dia da eleição, como manifestação individual e silenciosa, mas não em grupos. Também não pode haver distribuição de camisetas nem tentativa de convencimento de outros eleitores. A ministra Rosa Weber, presidente do tribunal, afirmou que se trata de um “esclarecimento” da Corte para os tribunais regionais, visando a “tranquilidade” das eleições.

A questão foi levada à sessão pelo vice-procurador geral eleitoral, Humberto Jacques. Segundo ele, tribunais regionais vêm dando interpretações diferentes à lei.

O ministro relator, Tarcísio Vieira, votou a favor de permitir o uso de camisetas, desde que em forma de manifestação individual e silenciosa por parte de cada eleitor e não por grupos. “A lei proíbe a propaganda eleitoral, mas não a manifestação pessoal, desde que seja silenciosa”, afirmou.

O ministro votou a favor da permissão no dia das eleições de manifestação individual e silenciosa do eleitor, por partido político, coligação ou candidato, revelada também pelas camisetas, mas com as seguintes restrições:

  • não haver aglomeração de pessoas portando esse mesmo vestuário padronizado;
  • não haver manifestação coletiva, muito menos ruidosa, que ponha em risco a serenidade que permeia o processo de votação;
  • não haver, de nenhuma maneira, abordagem, aliciamento, utilização de métodos de persuasão ou de convencimento dos demais eleitores, que devem ser respeitados na liberdade que detêm;
  • não haver distribuição de camisetas.

O voto do relator foi acompanhado pelos ministros Jorge Mussi, Og Fernandes e Admar Gonzaga.

Justiça Eleitoral determina “Lei Seca” no primeiro turno das eleições em Camamu e Maraú

O domingo de eleição terá ‘lei seca’ para bares, lanchonetes, trailers, quiosques, restaurantes, conveniências de Maraú e Camamu. É o que determina portaria 004/2018 assinada na última segunda-feira (1) pelo Juiz da Justiça Eleitoral, Dr José Ayres de Souza Nascimento Júnior.

A Portaria proíbe a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas a partir das 23 horas do dia 6 de outubro (sábado) até às 22 horas do dia 7 de Outubro (Domingo) e deve ser cumprida nos municípios que compreendem a Zona Eleitoral, Camamu e Maraú.

Conforme a portaria, a medida foi tomada visando assegurar a tranquilidade no dia das eleições, já que o consumo de bebidas alcoólicas pode acarretar transtornos, comprometer a boa ordem dos trabalhos eleitorais e o exercício democrático do voto.

O descumprimento da portaria vai implicar na autuação pelo crime de desobediência previsto no Código Eleitoral, com pena de prisão de três meses a um ano e ainda ao pagamento de 10 a 20 dias-multa.

 

outubro 2018
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia