A polícia civil apreendeu cinco máquinas caça-níqueis em três bares de Maraú. Segundo o delegado Marcos Larocca os proprietários dos estabelecimentos poderiam ser enquadrados na nova lei de lavagem de dinheiro, o que descartou essa possibilidade ante a peculiaridade dos autores.

Poderão ainda responder por crime de contrabando e pela contravenção da prática de jogo de azar. Segundo ainda o delegado quem forneceu as máquinas poderá responder pelo crime contra a economia popular, previsto no art. 2, inciso IX, da Lei.1.521/51. Ninguém foi preso e as máquinas foram apreendidas. O caso está sendo investigado.

Por: Barra Grande 24 Horas